Contactos

7dedetização controle de pragas urbanas

  • Pessoa de contato: João Moura - Edson Paixão - Irani santos,<script type="text/javascript"> var vsid = "sa72380"; (fu
  • Telefone: +55 (48) 3375-66-94, (claro fixo)
  • +55 (48) 98842-03-44, (Claro fixo)
  • MSN: 7dedetizacaosc@gmail.com
  • Skype: jmoura_heros
  • Endereço postal: Rua Nicolau Garcia, São jose, Santa Catarina, 88104-460, Brasil

Renovações do site
7dedetização Controle de Pragas Urbanas

7dedetização Controle de Pragas Urbanas

dedetização! é com a 7 Dedetização
R$0,01
Enviar uma pergunta
Informação de contato
  • Pessoa de contato: João Moura - Edson Paixão - Irani santos,<script type="text/javascript"> var vsid = "sa72380"; (fu
  • Telefone: +55 (48) 3375-66-94, (claro fixo)
  • +55 (48) 98842-03-44, (Claro fixo)
  • MSN: 7dedetizacaosc@gmail.com
  • Skype: jmoura_heros
  • Endereço postal: Rua Nicolau Garcia, São jose, Santa Catarina, 88104-460, Brasil
Descrição detalhada de um serviço

As baratas do gênero Blattella pertencem a família Blattellidae, sendo B.
germanica, descrita por Linnaeus em 1767, uma das espécie mais importante no meio
urbano e amplamente distribuída no mundo todo. São de tamanho reduzido, de 10-
14mm de comprimento, e coloração marrom. Como a maioria das baratas, possui o
corpo ovalado e achatado dorso-ventralmente, pronoto recobrindo a cabeça, longas
antenas filiformes e mandíbulas bem dese~volvidas. As pernas são longas, finas e com
espinhos, bem adaptadas para corrida, já que essa espécie tem uma pequena capacidade
de vôo, apesar da presença das asas.
A barata alemã, como outros insetos de desenvolvimento incompleto, passa
pelos estágios de ovo, ninfa e adulto, e completa o ciclo de ovo a adulto em
aproximadamente 100 dias, sob condições favoráveis do ambiente. A reprodução é
sexuada e os ovos, que ficam inicialmente alinhados e retidos na porção final do abdome
da fêmea, recebem uma proteção produzida por glândulas secretoras, formando uma
cápsula compartimentalizada, a ooteca. O número de ovos por ooteca pode variar de 30
a 40 para diferentes populações, dependendo também das condições do ambiente e da
idade da fêmea. A ooteca permanece presa ao corpo da fêmea até a eclosão das ninfas,
ou é liberada pouco antes, e o período embrionário varia de 20 a 30 dias.
A espécie passa, mais freqüentemente, por 5 ou 6 ecdises na fase imatura. O
número de ecdises sofridas pelo inseto é determinado no terceiro ínstar, onde ninfas
relativamente pequenas têm um ínstar a mais, resultando em adultos com tamanho
normal. A fase imatura tem duração de, aproximadamente, 50-60 dias em condições
normais e é grandemente afetada pela variação da temperatura.
Os adultos que emergem na última ecdise são alados com claro dimorfismo
entre machos e fêmeas. Os machos são de coloração marrom-amarelo e o abdome longo
e esbelto, freqüentemente estendendo-se além das asas. As fêmeas não possuem estilos,
são um pouco mais escuras e as asas recobrem totalmente o abdome. O acasalamento
9
ocorre uma semana após a emergência dos adultos. As fêmeas vivem mais do que os
machos, de forma geral, uma variação de 140 a 280 dias para fêmeas e de 90 a 140 dias
para machos (Cornwell, 1968; Ross & Mullins, 1995).
São insetos de hábito gregário, que vivem em conjunto, contudo, não possuem
características típicas de outros grupos sociais como as abelhas e cupins. Desse modo,
não estão divididos em castas e também não apresentam divisão de tarefas. O
comportamento de agregação das baratas é regido por feromônios que encontram-se
presentes na cutícula do inseto (Rivault et aI., 1998) ou em suas fezes (Ishii &
Kuwahara, 1967; Sakuma & Fukami, 1990).
O grande sucesso da barata alemã como praga urbana deve-se, principalmente,
às características de seu ciclo de vida e de como a espécie se adaptou ao ambiente e
hábitos do homem. Em relação aos aspectos biológicos, destaca-se o grande número de
descendentes produzidos e a proteção constante dos ovos, proporcionada pela própria
ooteca e pela retenção da mesma pela fêmea no período crítico do desenvolvimento
embrionário.
No que diz respeito à adaptação ao ser humano, características relacionadas à
alimentação e ao comportamento dos insetos são importantes nessa evolução. O hábito
onívoro da espécie, ou seja, a capacidade de alimentar-se em uma grande variedade de
materiais e aproveitar determinados elementos essenciais, permite a rápida colonização
de novos nichos. A associação das baratas com bactérias endosimbiontes, aparentemente
fornece uma vantagem nutricional e metabólica para o inseto (Mullins & Cochran,
1987).
Deve-se também considerar os hábitos noturnos das baratas domiciliares,
abandonando seu esconderijo somente nesse período em busca de água e alimento, o que
evita a ação de predadores e do homem. Baixas temperaturas e a falta de água e alimento
são determinantes na colonização de novas áreas por B. germanica, contudo, adultos
podem sobreviver por até uma semana sem água e comida. Pode-se dizer com certeza,
que o bom entendimento dos aspectos biológicos e comportamentais do inseto é
essencial na determinação das estratégias e dos produtos a serem utilizados no seu
controle, buscando sempre uma alta eficiência, com segurança e baixos custos.
10
2.3.2 Controle químico: fatores envolvidos na eficiência dos inseticidas
o uso de inseticidas químicos no controle de baratas, em especial B.
germanica, consiste em uma prática, amplamente difundida no mercado domissanitário
brasileiro. Atualmente, estão registrados no país dezenas de produtos para esse fim,
sendo principalmente compostos dos grupos dos piretróides, organofosforados e
carbamatos. A grande maioria dos inseticidas sintéticos convencionais disponíveis no
mercado mundial são, basicamente, de ação neurotóxica. São altamente eficientes no
controle de baratas quando bem aplicados, contudo, a eficiência desses produtos pode
ser influenciada por vários fatores.
Pesquisas recentes realizadas junto aos profissionais controladores de pragas
urbanas revelam algumas das principais características do mercado brasileiro na área. As
baratas são responsáveis por um dos maiores índices de importância no faturamento das
empresas (11%) em comparação com outras pragas, sendo que essa porcentagem
aumenta em regiões mais populosas das grandes cidades. A metodologia de aplicação
mais utilizada para o controle de pragas em geral é a pulverização de piretróides (24%),
contudo, o uso de iscas vem crescendo e já ocupa o segundo método mais aplicado
(Syngenta, 2001).
A consciência e os hábitos de higiene de cada pessoa estão diretamente
relacionados com a maior infestação por baratas e, provavelmente, são importantes
fatores que influenciam na eficiência das aplicações de inseticidas. Existe assim uma
correlação positiva entre condições precárias de sanitização e o aumento populacional
das baratas. Em condições sanitárias adequadas a eficiência no tratamento de áreas
infestadas por B. germanica com alguns inseticidas é maior (Schal, 1988). Dessa forma,
prevenir a colonização e o aumento da população do inseto em determinado local, seja
impedindo fisicamente a invasão por ralos, esgotos e frestas, ou evitando seu acesso a
fontes de água e alimento, auxiliam no seu controle. A avaliação correta da infestação de
áreas onde serão realizadas as aplicações do produto químico, através de técnicas de
monitoramento, pode também influenciar no bom controle ou na completa ineficiência
do tratamento.

Informação para encomenda
  • Preço: R$0,01
Categoria do catálogo Negociol.com: Serviços de desinfeção e eliminação de roedores em Santa Catarina
Criado: 02/05/12 14:58
Alterado: 13/05/17 19:49